Introdução a Programação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Sumário

O que é Programação?

Muitos acreditam que a programação seja algo extremamente complexo e feita somente por especialistas, mas, na verdade, não é bem assim, ela é muito mais acessível do que você pode imaginar. Podemos dizer que programar é escrever uma sequência de comandos de forma que o computador entenda e execute o que se deseja que ele faça. Para isso utilizamos várias linguagens as quais são compreensíveis ao homem e “traduzem” os comandos para a linguagem de máquina.

Fazendo uma analogia ao mundo real, a programação atua como uma receita de bolo, assim como nós precisamos de um passo a passo bem definido para fazer um bolo, o computador também precisa de uma série de instruções para realizar uma determinada tarefa. A diferença é que nós lemos e entendemos a receita de bolo (instruções) em português e o computador entende suas instruções em uma linguagem específica (chamada linguagem de máquina).

As linguagens de programação atuam como um “tradutor” que converte uma forma de linguagem que entendemos (normalmente termos em inglês ou siglas) em linguagem de máquina (uma sequência de zeros e um). Vale ressaltar que as instruções podem ser mais ou menos complexas de acordo com a aplicação que se pretende criar.

Exemplo de aplicação.

Imagine duas situações, uma em que você necessite que uma lâmpada pisque a cada 2 segundos na presença de uma pessoa anunciando sua chegada e outra situação similar, mas, que a lâmpada pisque a cada 0,5 segundos, na presença de uma pessoa. Para esse cenário poderíamos utilizar uma placa eletrônica Arduino (clique aqui para saber mais sobre essa placa), que pode ser conectada a vários sensores e atuadores para realizar diferentes funções.

Nas duas situações teríamos os mesmos dispositivos físicos, um LED e um sensor de presença conectados a essa placa Arduino. O que vai garantir a diferença do tempo em que cada lâmpada (ou LED) pisque é justamente a programação. Dessa forma, projetos que tenham os mesmos componentes físicos podem ter funções e aplicações totalmente distintas, a forma como o programa for escrito é que vai determinar como o projeto irá se comportar.

Quais são as linguagens de programação?

Da mesma forma que existem vários idiomas (português, inglês, alemão, japonês etc.) e seus tradutores, existem diversas linguagens de programação, que seriam os diversos tradutores para a linguagem de máquina. Essas diferentes linguagens de programação podem ser usadas para diferentes tipos de aplicações. Por exemplo, a linguagem para se programar uma placa Arduino é diferente da linguagem para se programar um site. Para facilitar, aqui vai uma lista com as principais aplicações e suas linguagens de programação:

Sistemas Embarcados -> Java, C++, C

Desenvolvimento de sites -> HTML, CSS, PHP, MySQL

Manipulação de Banco de Dados -> SQL, PostgreSQL

Desenvolvimento de Aplicativos Mobile -> Java, Objective C e Swift 

Automação planilhas Excel -> VBA

Linguagem de programação para iniciantes.

Existe uma linguagem de programação em bloco chamada Scratch (site oficial), desenvolvida pelo Lifelong Kindergarten no Media Lab do MIT, com o objetivo de ensinar a lógica de programação para iniciantes ou até mesmo crianças, sendo disponibilizada gratuitamente e com uma versão em português.

Podemos simplificar sua explicação como sendo as instruções de um programa inseridas em blocos gráficos no qual cada bloco executa uma determinada função. Normalmente cada função é identificada por uma cor e com um formato específico que se encaixa em outros comandos. Dessa forma fica visual o que e como se encaixar cada função. Muito útil e fácil para iniciantes pois é intuitiva e não obrigatoriamente implica em conhecimento prévio de programação.

Uma curiosidade é que o aplicativo do nosso Kit Maker Alva (acesse aqui para saber mais) foi desenvolvido em uma plataforma que utiliza uma linguagem em bloco baseada na Scratch.

Linguagem para programar Arduino.

A linguagem de programação padrão da plataforma Arduino é baseada em C++ e é a que utilizamos em nossos kits Maker. É muito boa pois pode ser utilizada em âmbito geral, sem restringir o potencial do programador, entretanto, acaba se tornando um pouco mais complexa quando comparada com a Scratch. De qualquer forma não se preocupe, até mesmo a linguagem padrão do Arduino pode ser aprendida por inciantes facilmente!

Fique ligado pois em breve traremos mais informações sobre programação, Arduino e outros temas relacionados ao Movimento Maker!

Fique ligado pois em breve traremos mais informações sobre programação, Arduino e outros temas relacionados ao Movimento Maker!